O amor pode estar do seu lado – minha história

562542_3724856512725_141956477_n

Como hoje é 6a feira, resolvi fazer um post mais light e inspiração para terminar a semana :) Vou contar minha história com meu marido.

Nós nos conhecemos em 2004 quando entramos na faculdade de Design Gráfico. Na época namorávamos outras pessoas. A gente era tipo colega de facul mas não do mesmo grupo. Ele depois de alguns anos da facul terminou o namoro e acabamos ficando mais amigos num novo grupo que se formou na facul, sabe como é, a gente vai mudando e se afinando com certas pessoas. Ele sempre foi muito legal e ajudava todo mundo (inteligente e todo engajado nas coisas da facul ahaha!).

Até que em 2007 eu tomei um pé na bunda. Na época morava sozinha e meus pais estavam morando no Senegal. Foi uma época meio complicada mas eu tive muito apoio dos amigos da facul e principalmente do Fábio. Ele vinha me buscar pra balada, pro estágio (nós estagiávamos perto, e ainda tinha mais um amigo nessa carona, aí do estágio íamos pra facul) e as vezes até dormia em casa pra me fazer cia :D  Ele estava sempre ali presente me dando apoio. Tinha da parte dele um certo interesse em mim mas né, eu tinha tomado um pé na bunda hhahha! Fomos levando essa amizade até que em Julho deste mesmo ano eu fui fazer um intercâmbio na Itália.

A amizade só aumentou, ele me ligava várias vezes e não tinha noção do fuso horário, então me ligava de madrugada falando que ia me buscar pra balada e etc. Adorava as ligações dele :D  Foi ai que quando voltei pro Brasil em Fevereiro de 2008 eu comecei a olhar o Fábio com outros olhos!

Em uma balada eu tasquei um beijo nele e foi aí que começou a nossa história. Ele nem estava interessado em mim, já tinha cansado de tentar algo ahhaha, aí foi a minha vez de ficar interessada nele.

O nosso começo foi meio complicado pois eu estava numa onda “sou independente, não quero me estressar com relacionamentos, quero curtir a vida solteira” mesmo gostando dele. E ele também tava de curtir muito as baladas e por ser ariano, era meio nervoso ahahha! Sabe quando as pessoas se gostam mas não querem assumir e dai fica aquela coisa estressante? Eu tinha muito medo também de perder a amizade dele, era tipo “gosto mas não posso”. Medo de estar confundindo com amizade colorida e não dar certo…

Ufffff, relacionamentos de jovens né? Sempre a gente complica mais do que é na verdade. Algumas pessoas próximas eram contra o relacionamento pois a gente vivia nessa briga de orgulho, de medo, de querer e não querer, as pessoas tinham medo de amizades perdidas…Enfim, muita coisa envolvida e nossa pouca idade (20 e poucos anos ainda é cedo, eu acho ahaha).

No fim ficamos nessa de vai não vai, fica não fica, briga não briga por uns meses até que decidi colocar um ponto final. Mas foi nessa conversa que vimos que a gente se gostava mesmo e estávamos dispostos a ficar juntos (pausa para “ounnnnnnnnnnnnn”). Ainda nos primeiros meses de namoro oficial foi complicado, eu era orgulhosa demais e ambos ciumentos, mas nada como a maturidade né?

Não é montagem. Fábio achou uma geladeira de padaria assim há alguns anos. É o destino né!
Não é montagem. Fábio achou uma geladeira de padaria assim há alguns anos. É o destino né!

Haaaa a maturidade é coisa linda hahahah! Naquela época eu realmente não dava que iríamos chegar tão longe :) O tempo foi passando e fomos amadurecendo muito, tenho até orgulho disso ahahha! Quando olho pra trás e vejo como éramos, chego a não acreditar de tão bestas e como criávamos tempestades em copo d´água.

Os anos foram passando e com 5 anos de namoro veio o pedido de casamento. Confesso que tinha meio que perdido as esperanças depois de tanto tempo de namoro auhauheuhauh! Em abril do ano passado nós casamos e nem acredito que logo já faremos bodas de papel :) Em maio completaremos 8 anos juntos <3

Vejo que muitas meninas novas sofrem demais por amor, fazem muito drama desnecessário. A minha história pode servir de inspiração pois tudo com a maturidade se resolve :) Nada como esperar o tempo, respirar fundo e pensar com calma. Quando tinha 20 e poucos anos tudo era muito dramático e não tem que ser assim! Pode ser que a maturidade faça com que você veja que o relacionamento não vai dar certo, mas tudo bem, é a vida, outros relacionamentos virão. E se o relacionamento for para dar certo, ele vai dar sim :)

Também é importante abrir os olhos, as vezes a gente nem dá muita bola para quem está do nosso lado, sendo realmente um companheiro. O Fábio era o meu melhor amigo e acabou se tornando meu amor e marido. É como diz a música do Nando Reis (que foi gravada pelo J Quest) “O amor pode estar do seu lado” :P . Corrigindo: Fábio É meu melhor amigo, nossa amizade não acabou né?! heheheh!

Maturidade e companheirismo são palavras chave para um bom relacionamento ;)  E é com essa minha história que fecho a semana! :*

6 thoughts on “O amor pode estar do seu lado – minha história”

  1. Ouinnnnnnnnn

    amo ler sobre historias reais de amor! ver como a coisa começa de forma despretensiosa e vai firmando!

    Sou do tipo de namora amigo, se arrepende e volta a cair no erro (voltava né, pq ta mais fácil cruzar com um unicórnio na rua que com um homem solteiro.

    1. UAHUHUHAUHUHEUHUHEUHu adorei o do unicórnio :D Pois é, namorar amigo pode ser bem complicado se não der certo, mas no meu caso tivemos sorte e força de vontade e deu. Mas tem que ter maturidade pra saber lidar se não der ehhehe!

  2. Que gracinha!!! me identifiquei muito, rs. Meu noivo e eu somos melhores amigos a uns 10 anos e sempre foi aquela amizade boa, sem cobrança.. E fui eu tb que tomei a iniciativa e dei o o 1º beijo rsrsrs. morri de medo também de não dar certo e acabar a amizade! mas meu noivo queria muuuuito namorar e eu medrosa enrolei ele uns meses (não tanto como vc hihi). namoro a 3 anos e nos casaremos em junho! ai que ansiedade e que felicidade!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *